Com a pandemia do novo coronavírus, observamos um rápido movimento para o home office de alguns setores.

A necessidade de distanciamento social acabou por romper com o paradigma de que o funcionário deve morar onde a empresa está estabelecida e esse fato juntamente com a nova carteira de trabalho digital foram responsáveis pela criação de muitas oportunidades de empregos nas mais diversas cidades do Brasil.

Para um país com as dimensões continentais como o nosso, essa mudança poderá ser uma revolução no trabalho, na renda e na vida das cidades.

A saúde também estará mais acessível para locais mais remotos, uma vez que a telemedicina está se popularizando e podemos ter nos nossos lares equipamentos, antes exclusivos de uso médico, para acompanhamento de batimento cardíaco, pressão, nível de oxigênio no sangue, etc.

Como transformar essa amostra de modernidade que atingiu uma fração da população durante a pandemia em realidade em todos?  A resposta é: se concentrando no desenvolvimento tecnológico para empregar uma nova geração e também para tornar nossas cidades mais inteligentes.

Sabemos que nem todos os setores permitem o emprego livre fora do estabelecimento: as indústrias, o agronegócio e os serviços tradicionais exigem a presença humana junto ao local de trabalho, mas novos modelos econômicos estão surgindo e o Brasil tem competência e condições de assumir protagonismo mundial.

Estou falando da tecnologia da informação e comunicação que é o setor que mais cresce em todo mundo. Ele é transversal a qualquer atividade econômica e permite exportar para outros países sem maiores dificuldades.

Cidades que investirem em educação de qualidade e na atração de empresas de tecnologia sairão na frente para receber moradores com mais renda que movimentarão mais em serviços.

A Assespro-RJ é a maior e mais antiga entidade de direito privado, sem fins lucrativos, que congrega e representa as empresas brasileiras de tecnologia da informação.

Sua missão é contribuir para consolidar a posição do estado do Rio de Janeiro como referência na inovação, empreendedorismo, desenvolvimento e fornecimento de soluções de base tecnológica, com ações de apoio e fortalecimento das associadas, da Assespro-RJ e do TIC (Setor de Tecnologia da Informação e Comunicação no Brasil) como um todo.