Todo líder já passou, está passando ou irá passar por situações desconfortantes em que terá que administrar suas emoções e lidar com as de outros, neste caso seu time.

Com mais de 20 anos de experiência corporativa, já vivenciei diversas situações complicadas e complexas que me possibilitaram desenvolver uma lista com as dez maiores dores (dificuldades ou desafios) que todo líder enfrenta em algum momento de sua carreira.

1- Como obter melhores resultados do time
Todo líder deve atingir metas e entregar resultados, porém isso só é possível se o time estiver jogando o jogo junto com ele. Quando isso não acontece o líder precisa compreender onde está o problema para agir na raiz do mesmo.

Lembre-se disso: No jogo de Xadrez, um peão pode derrubar o Rei. Trazendo para o mundo corporativo, se você tiver em seu time um colaborador insatisfeito ou não comprometido, ele poderá derrubá-lo pela falta de resultados ou por causar problemas para a empresa.

O Líder não pode procrastinar, ele deve resolver e fazer o que precisa ser feito para atingir as metas da empresa.

2- Motivar o time
Dizem que ninguém é capaz de motivar ninguém, porém acredito que podemos e devemos como líderes, criar situações para que nossos colaboradores se sintam motivados e ao fazermos isso, teremos como resultado a criatividade e inovação. Estimular o trabalho em equipe é outro fator muito positivo, pois a liberdade de contar uns com os outros melhora o ambiente de trabalho. Saiba que um time motivado rende até 18% mais para a empresa!

3- Comunicação com o time e Feedback
A comunicação é considerada uma das habilidades mais valiosas e necessárias para o bom relacionamento na equipe. A produtividade, os resultados e o desempenho positivo, são consequências de uma comunicação clara e objetiva estabelecida pelo líder.  A pressão do dia a dia, faz com que muitos líderes menosprezem o uso do feedback em suas relações com seus liderados e por isso problemas que deveriam ser fáceis de se resolver, acabam se tornando um pesadelo e somente quando já é tarde, os líderes se lembram de utilizar essa ferramenta poderosa. Pequenos Feedbacks (conversas) diários valem muito mais do que aquela famosa reunião de avaliação anual.

4- Gestão de conflitos
Por mais cautela que tenhamos, o conflito uma hora ou outra ocorre e você precisa estar preparado para lidar com o problema e solucioná-lo com agilidade. No ambiente de trabalho convivemos com várias pessoas, personalidades e pontos de vista distintos, logo, quando as diferenças ficam maiores que as semelhanças, surgem os conflitos. O conflito em si não é ruim, pois nos faz pensar, debater um tema, refletir e aprender algo novo. Entretanto, ele pode se tornar um problema quando as críticas ou comentários são levadas para o lado pessoal e, consequentemente, pode comprometer a produtividade da equipe. Crie o hábito de criticar e estar abertos às críticas, mas faça isso de forma positiva para gerar no time o estímulo a criatividade e o pensamento disruptivo (fora da caixa, inovador).

5- Gestão do tempo
Parece que 24 horas do dia não são suficientes para todas as atividades que temos, não é mesmo? Gerir o tempo na vida profissional é fundamental para a ascensão na sua carreira como líder, pois controlar o tempo significa resolver as demandas de trabalho dentro do prazo. A falta de planejamento e organização geram sérios problemas no ambiente corporativo quanto à questão de tempo.  Com a falta de planejamento, não há meios de desenvolver nenhum projeto e muito menos de liderar uma equipe. O líder deve ter um plano de trabalho, com prazos, datas, tempo de duração e responsáveis, além disso deve colocar as pessoas certas para realizar cada atividade e empoderá-las para isso. O colaborador deve estar ciente de suas obrigações e prazos, bem como as consequências de um possível atraso, pois ele poderá estar impactando a sequência de trabalho de outros colaboradores ou prejudicando o líder na tomada de decisões.

6- Treinar e capacitar
O ambiente corporativo é dinâmico, composto por muitas pessoas, sendo assim, o treinamento e capacitação são fundamentais para manter todos atualizados e alinhados com o propósito da empresa. É fundamental que o líder compreenda a necessidade de treinar constantemente seu elenco, pois a falta de capacitação dos colaboradores contribuirá para erros contínuos, desencontro de informações, conflitos, resultados ruins e falta de motivação.

Lembre-se: os treinamentos não precisam ser caros ou feitos externamente. O próprio líder e pessoas do time podem e devem treinar e capacitar uns aos outros, além disso, existem diversos treinamentos gratuitos de forma online, bons livros para serem lidos e ainda palestras ou webinários.

7-  Delegar responsabilidades e atividades
Delegar faz parte do processo de qualquer gestor, mas pode se tornar um ato complexo caso não haja respeito, ética, planejamento e monitoramento da tarefa que será delegada ao outro, ou seja, a ação de delegar também está atrelada ao resultado final de quem executa a atividade proposta.

Para o líder delegar, não basta simplesmente mandar: “Estou ocupado, faça isso para mim”, pois esta atitude mais se assemelha a despachar tarefas e, consequentemente, a probabilidade desta ação não ter sucesso é altíssimo.

Desenvolver o ato de delegar não é algo que ajuda somente o líder, mas é uma ação que permitirá o desenvolvimento das pessoas que estão recebendo a autonomia, perante a supervisão e orientação do solicitante.

8- Reter Talentos
Os bons profissionais apenas permanecem nas corporações se estiverem satisfeitos e motivados, sendo papel do líder tornar isso uma realidade. Criar um ambiente onde a comunicação flua naturalmente e onde os profissionais talentosos possam criar, opinar e serem valorizados é fundamental. O líder não poderá prender um colaborador talentoso como um passarinho na gaiola, na verdade ele deve ajudar este profissional a voar. Um detalhe importante: voar, não significa deixar a empresa, mas sim crescer, assumir novos desafios, mudar de atividade, área ou função. Progredir em sua carreira dentro da empresa com a ajuda e apoio do líder.

9- Formar novos líderes e sucessores
O líder que deseja continuar crescendo na carreira precisa formar novos líderes, isso é fato.

Toda organização precisa ter um plano de sucessão, em que a premissa é:

  • Não se contrata ninguém de fora antes de avaliar internamente as competências de seus colaboradores em evidência para possíveis promoções;
  • Tenha um olhar crítico e observe se verdadeiramente não há ninguém pronto para assumir novas responsabilidades;
  • Prepare os profissionais talentosos e com potencial para assumirem posições de liderança antes mesmo que estas posições existam.

O líder deve ter a consciência de que ninguém nasce pronto, mas a evolução é consequência do tempo por meio das experiências, dos conhecimentos que possuem e das orientações daqueles que desenvolvem tarefas e responsabilidades maiores, neste caso os líderes devem ajudar na formação dos mesmos.

10-  Formar alianças com outras áreas e líderes
Você tem o hábito de interagir com outros colaboradores e líderes de outras áreas? Se sua resposta for NÃO, é necessário mudar imediatamente este cenário para começar a construir alianças dentro da empresa, pois a liderança moderna deve conquistar o engajamento de forma inteligente.

Ao fazer alianças no meio corporativo com outras áreas, equipes e líderes, você será capaz de ampliar seu hall de influência, conquistará aliados e consequentemente melhores resultados para a empresa e para a sua carreira profissional. Um técnico de futebol não ganha o jogo sozinho e nem mesmo com os 11 jogadores que estão em campo. Um time vencedor (empresa) é formado por um grande elenco (todas as áreas da empresa) e para serem vencedores, precisam jogar juntos o campeonato. Você precisa das demais áreas e pessoas assim como eles precisam de você!