A saúde mental é estabelecida a partir da estruturação entre o que sentimos e o que pensamos, sendo a principal característica humana dar um significado a essa estrutura.

Todos os estímulos sensoriais (auditivos, visuais, táteis, gustativos e olfativos) são recebidos pelo corpo durante uma experiência e assim são processados em diversas partes do cérebro gerando uma emoção (boa ou ruim, não importa) e isso é integrado mentalmente por uma estrutura cerebral que une todas as sensações, emoções e significado que foi dado naquele momento.

Esse significado que demos naquele momento da experiência corresponde às nossas histórias, às nossas vivências, às nossas memórias físicas e mentais. Quando essa experiência é relembrada, esses elementos são combinados como se fosse um filme passando na sua mente que acontece ao vivo. Podemos entender que a busca de viver o presente, algo tão falado em culturas e filosofias, traz consigo a maior dificuldade humana, pois cada momento representa a conexão dos diferentes estímulos.

O presente passa como uma lâmina fina que, ao conseguirmos compreendê-lo, já se tornou passado. Em função disso, novamente significamos esse momento na busca de fortalecê-lo em nossa história, ou seja, conexões sensoriais e emocionais se integram a tudo o que já vivemos como partes, tentando formar uma unidade. E isso cria a realidade ou a verdade de cada pessoa. Quando dizemos que não existe uma verdade absoluta ou uma realidade única, é porque ela não vem da unidade.

Nossas verdades são desenvolvidas a partir de partes, pedaços que unidos representem algum significado para a pessoa que os vivenciou. Com tudo isso, nossa mente possui um registro automático de memória, ou seja, algo que acontece independente da nossa vontade. Porém, respeita a particularidade de se fixar mais intensamente, quanto maior for o apelo emocional do momento vivenciado.

Compreendemos assim, que a saúde mental depende da nossa capacidade de conexão e integração dos momentos vividos; da capacidade de ampliar os nossos horizontes, da harmonia física, mental, espiritual como eixo central de toda a transformação, permitindo transformar o ambiente, o tempo e o espaço, na escolha do máximo potencial da existência, curtindo o melhor da vida a todo o instante, indo na direção do que faz sentido e sendo intensamente o nosso melhor eu.

Para saber como está a sua saúde mental, analise:

  1. Você toma atitudes e age de forma harmonizada OU dá justificativas às suas ações?
  2. Suas atitudes te trazem paz interior OU uma agitação interna?
  3. Você age de maneira equilibrada diante de situações desafiadoras do seu dia a dia OU você reage sempre com o mesmo padrão de atitude?
  4. Você consegue perceber que em todos os eventos, mesmo os que aparentemente sejam desagradáveis, sempre existe o lado bom e o ruim para focar OU você só consegue ver o lado negativo deles?
  5. Você entende que tudo o que acontece na vida tem um motivo maior para acontecer (não é ao acaso) e é um grande momento de transpor obstáculos, evoluir e crescer OU você se lamenta por aquilo estar acontecendo na sua vida?

Se a maioria das suas conclusões estiver na segunda parte da questão, saiba que os problemas nunca estarão no mesmo lugar que as soluções, ou seja, se você quer resolver algo, não olhe para o problema, busque a solução para aquela situação! Foque naquilo que você QUER para você e não naquilo que você não quer.

Tudo o que você pensa é aceito pela sua mente como verdade, seja algo bom ou ruim! E que a partir dos seus pensamentos de vitória ou derrota você tem criado a sua própria realidade segundo a segundo! A sua vida pode ser plena e você nasceu com todo o maquinário tanto biológico como neurológico para isso! Depende apenas de reprogramar o que já foi sofrido e criar novas conexões neurais na direção das experiências que realmente fazem sentido para a sua vida.

Conclui-se que os processos de equilíbrio da mente estão ligados a ressignificar padrões de desarmonia como: uma educação mal dada, um relacionamento em crise, questões desafiadoras no trabalho e o favorecimento de novos estímulos e conexão, para que se possa ampliar seus horizontes para o futuro próspero!