“Navio ganha dinheiro navegando” – máxima conhecida entre eles, os estivadores; e o trabalho segue, na execução braçal excessiva no porto e a bordo, em navios cada vez maiores, enquanto pouco se consegue discutir efetivamente sobre melhorias na prevenção e riscos à saúde desses trabalhadores.



Esta matéria é apenas para assinantes


É novo no site?

Assine 100% Gratuito!