Prevenir é bem mais digno que apostar na sorte ou aguardar que fatalidades aconteçam, como ocorreu nos EUA em 1911, quando 146 pessoas tiveram que morrer em um incêndio para que se reconhecesse a lei de indenização por acidentes ou morte sofridos no ambiente de trabalho.



Esta matéria é apenas para assinantes


É novo no site?

Assine 100% Gratuito!